sexta-feira, dezembro 08, 2006

O Escotismo - I

Uma lacuna existente em nossas igrejas, em geral, é no trabalho com crianças e jovens. As sociedades existentes produziram um bom resultado até alguns anos atrás, mas agora não se mostram muito eficientes.

Há, porém, uma instituição mundial, de origem evangélica, de espírito genuinamente evangélico, que nossas igrejas podem adotar como solução para muitos dos problemas de crianças, adolescentes e jovens: o ESCOTISMO. Algumas igrejas o adotam.

Se bem praticado e adaptado às épocas e situações, as mais diversas, será de valor inestimável e de extraordinário resultado.

Criado para servir à juventude, ajudando-a na formação do caráter, reponde ele aos anseios e necessidades mais legítimos de cada fase da vida do jovem.

Sua literatura, seus métodos, sua experiência de quase um século, seus Cursos para formação de chefes, programas, tudo está ao alcance de nossas igrejas. A União dos Escoteiros do Brasil faz esse trabalho em todo o território nacional. Grupos Escoteiros criados pelas próprias igrejas precisam ser inseridos na estrutura e no seu organograma - sem eliminar nada do que existe, tornarão mais eficiente cada setor delas.

O Escotismo é o valioso aliado da Igreja, da Escola e do Lar na formação moral e espiritual dos jovens, pois seu objetivo é a Educação Integral, ou a boa formação do caráter.

Pastores, oficiais e professores da Escola Dominical podem estar certos de que o Escotismo, ao lado da Escola Dominical, poderá realizar maravilhas em nossos filhos, por causa do método que usa e dos princípios em que se assenta.

Em outros artigos trataremos de cada um destes pontos: princípios, objetivo, método e como realizar Escotismo na Igreja. Por hoje é só.

O QUE É ESCOTISMO

O Escotismo pode ser praticado pelas crianças e jovens, de 7 a 21 anos, de ambos os sexos, em Grupos criados pelas próprias Igrejas.

Mas, o que é Escotismo? Seu próprio idealizador e fundador, Lord Baden Powell, o define assim: um movimento de caráter nacional e mundial, cujo objetivo é dotar cada nação separadamente e o mundo inteiro, de uma juventude física, moral e espiritualmente forte".

O objetivo é caráter – “caráter com um propósito".

É de inspiração e essência genuinamente evangélica, e evangélico era seu fundador.

Veja-se, por exemplo, a LEI DO ESCOTEIRO, com 10 itens, que o menino, ou mesmo o adulto, quando é investido, promete, por sua honra, cumprir:

1º. O escoteiro tem uma palavra; sua honra vale mais do que a própria vida.

2º. O escoteiro é leal.

3º. O escoteiro está sempre alerta para ajudar o próximo, e pratica diariamente uma boa ação.

4º. O escoteiro é amigo de todos e irmão dos demais escoteiros.

5º. O escoteiro é cortês.

6º. O escoteiro é bom para os animais e as plantas.

7º. O escoteiro é obediente e disciplinado.

8º. O escoteiro é alegre e sorri nas dificuldades

9º. O escoteiro é econômico e respeita o bem alheio.

10º. O escoteiro é limpo de corpo e alma.

É uma escola de educação integral. É uma escola de democracia; os governos totalitários não o toleram, e o suprimem, ou o substituem por algo semelhante.

É um movimento de índole religiosa, e cristã. Na Promessa, o Escoteiro diz: "Prometo por minha honra fazer o melhor possível para: cumprir os meus deveres para com Deus e a minha Pátria; ajudar o próximo em toda e qualquer ocasião, e cumprir a Lei do Escoteiro". Alguém que não crê em Deus não pode ser escoteiro.

Toda reunião de escoteiros deve se iniciar e encerrar com oração. Por ocasião dos acampamentos, fazem-se orações em conjunto pela manhã e à tarde, e nas refeições; aos domingos deve-se realizar culto no próprio campo.

Por tudo isso Escotismo nem precisa ser "adaptado" à Igreja.

Nosso grande desejo é que ele seja "adotado" pelo maior número possível de igrejas.

Experimentem e verão. Vale a pena.

3 comentários:

Sarça ardente disse...

gRAÇA E pAZ!!

ESTOU UTILIZANDO O ESCOTISMO COMO FERRAMENTA EM MINHA iGREJA E TEM TIDO MUITAS VITÓRIAS, POIS COMO FOI MOSTRADO, O FUNDADOR QUANDO ELABOROU O MOVIMENTO ESCOTEIRO, COLOCOU EM PRÁTICA TUDO QUE ABSORVEU EM PREGAÇÕES E ESCOLAS DOMINICAIS. COMO A PROPRIA PROMESSA ESCOTEIRA, IGUAL AO JURAMENTO A BANDEIRA QUE SE FAZ NAS FORÇA ARMADAS, ONDE VEMOS OS DOIS GRANDE MANDAMENTOS DO NOVO TESTAMENTO - AMAR E HONRAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISA, E SEGUNDO, QUERER PARA O PRÓXIMO O QUE QUEREMOS PARA NÓS MESMO. SEM CONTAR AS LEIS QUE NÃO SÃO PROIBITIVAS,PORISSO MOLDAM BONS HÁBITOS PARA O PRATICANTE DO ESCOTISMO. COM ISSO, POSSO FALAR COM TODA CERTEZA, POIS JÁ ESTAMOS COLHENDO ALGUNS FRUTOS DESTA COLHEITA ONDE O ESCOTISMO TEM SIDO A FERRAMENTA UTILIZADO, SEM DEIXAR OS PRINCÍPIOS BIBLICOS DE SERVO.
CHEFE RENÊ - GRUPO ESCOTEIRO SARÇA ARDENTE 232/SP - GUARATINGUETÁ - SÃO PAULO.

Joao Vitor disse...

até gostei, mais o ESCOTISMO não tem origem evangélica não, e sim católica.

Rubinho Osório disse...

João Vítor,
Você está enganado. Baden Powell, fundador do escotismo era filho de um pastor anglicano